quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Literatura Infantil. Livro Meu Amigo Dinossauro, de Ruth Rocha. Resenha do Livro. Conteúdos, Estratégias de Ensino e Estudo. Atividades

Dinossauros
Resenha do Livro

O livrinho Meu Amigo Dinossauro, de autoria de Ruth Rocha,  ilustrado por Alberto Linhares, tem a fantasia como tema principal, e como temas transversais a pluralidade cultural, o meio ambiente, o trabalho e o consumo. 

Escrito em forma de poema,  é dedicado ao público Infantil e Fundamental I. Suas 40 páginas agradam muito ao público
iniciante na Literatura Infantil. 

Divertido e cativante  conta a história do dinossauro Joaquim, que um dia apareceu no jardim do garoto  Miguel e passou a fazer parte da família.  

Educado e inteligente, o dinossauro Joaquim brincava com as crianças, ajudava nos afazeres domésticos e aos poucos passou a ensinar-lhes  noções de ciências, perguntando: de onde vem o petróleo? Como o petróleo se forma? Por que esse produto é tão importante nas nossas vidas?

A palavra dinossauro tem origem grega e significa “terrível réptil”.  Os dinossauros viveram na Terra do início do Período Jurássico , há 225 milhões de anos,  até o final do Cretáceo, há 65 milhões de anos, período inserido na era Mesozóica. 

                  Conteúdos, Estratégias de Ensino e Estudo

Esse poema de Ruth Rocha  aborda de forma divertida assuntos sérios, que podem ser trabalhados de forma interdisciplinar.  Conteúdos que podem ser abordados:
Ciências, História, Língua Portuguesa, Matemática; Artes. 
a- A Pré-história e seus períodos;  b- Preservação do Meio-ambiente;  c- Os dinossauros;
d- Animais em extinção;  e- o  petróleo e os fósseis;  f- produtos feitos com petróleo;  
g- Estudo da letra 'D' e sua família silábica.

Numa roda de conversa, comece perguntando se os alunos já ouviram falar dos dinossauros. Mostre imagens  do animal. 

Leia a historinha com a turma. Divida a turma em grupo e distribua uma folha de cartolina a cada grupo,  para  desenhar um dinossauro. 

Peça que os alunos citem palavras  iniciadas pela letra D; Peça que escrevam no cartaz. 

Organizar junto com a turma um painel para fixar na sala de aula, com as imagens dos dinossauros e as palavras iniciadas com a letra D, ilustradas com imagens. 

Agora vamos ler a historinha: 


Fonte: blog da Professora Stela. Disponível em:           19/082017

Atividades
Você gostou da historinha? 
1. Como se chamam: a)  a autora do livrinho; b) o ilustrador. 
2. O dinossauro apareceu nos jardins de uma residência. Diga os nomes: 
a) do dinossauro;     b) do garoto  dono da casa. 
3. Releia o texto  (veja no word abaixo) e responda as perguntas que o dinossauro fazia para as crianças na aula de ciências:  
a) De onde vem o petróleo?          b) Como o petróleo se forma?    
c) Por que esse produto é tão importante nas nossas vidas? 
4-  Copie as palavras que estão no diminutivo;    5-  Como era o  dinossauro?
6-  Pelo que os livros de História nos informam, o dinossauro é um animal extinto.
O que o amigo do pai do garoto falouCopie o texto. O que é real ? O que é fantasia?
7- O que as pessoas falavam antigamente sobre a origem do petróleo?  
8- Leia da página 12  até 14  e responda: para que serve o petróleo ? Copie no caderno. 

Um pequeno dinossauro 
Apareceu no jardim 
Educado, inteligente, 
O seu nome era Joaquim. 
Nunca consegui saber 
De onde foi que ele saiu 
Quando a gente perguntou 
Disfarçou e até sorriu... 
Ficou muito nosso amigo 
Fez tudo que é brincadeira. 
Levou o Miguel pra escola 
Levou a mamãe pra feira. 
As pessoas espiavam 
Estranhavam um pouquinho 
Onde será que arranjaram 
Este dinossaurinho? 
Nessa tarde o papai trouxe 
Um amigo bem distinto 
Que se espantou e exclamou: 
— Mas este bicho está extinto! 
Há muitos milhões de anos 
Ele já virou petróleo! 
Ou já virou gasolina, 
Ou algum tipo de óleo. 
Meu dinossauro sorriu 
— Estou vivo, "podes crer"! 
Eu não virei querosene 
Como o senhor pode ver! 
Antigamente diziam 
Que o petróleo era formado 
Por montes de dinossauros 
Um sobre o outro empilhados. 



Descoberto o maior fóssil de dinossauro do país

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Semana da Pátria. Os Símbolos Nacionais. Hino Nacional Ilustrado e Decifrado.Interpretação, Vídeo Traduzido em Libras, Vocabulário. Atividades

 Independência do Brasil, do francês
 François-René Moreau, 1844.  
Retrata  o famoso "Grito do Ipiranga", 
por D. Pedro I: "Independência ou Morte"!



Neste post,  trazemos algumas estratégias pesquisadas na Internet,  para  contribuir   na tarefa de  ajudar crianças e adultos na interpretação da letra do nosso hino. 

Ensinar o Hino Nacional às crianças é uma das funções de todas as escolas do Brasil, mas não basta que os pequenos decorem  a letra: é preciso entender o que está escrito. 

A Lei No. 12.031, de 21 de setembro de 2009, no artigo 1º, parágrafo único,  tornou
obrigatória a execução semanal do Hino Nacional Brasileiro nas escolas  de ensino fundamental, das redes públicas e particulares do país. 

" Nos estabelecimentos públicos e privados de ensino fundamental, é obrigatória a execução do Hino Nacional uma vez por semana.” (NR). 
Obs: NR significa "Nova Redação" quando está entre parênteses no final de sentenças em textos de leis. Saiba mais https://pt.wikipedia.org/wiki/Nova_reda%C3%A7%C3%A3o

Vamos assistir ao Vídeo  Hino Nacional Brasileiro para Crianças, com a Turma do Plenarinho, Site da Câmara dos Deputados,  com  a interpretação em Libras feita pela menina Luana Moura 
https://www.youtube.com/watch?v=K_2w0Dez0f4 

Os Símbolos Nacionais Brasileiros 

Os  Símbolos oficiais  da República Federativa do Brasil, de acordo com   o artigo 13, § 1.º, da Constituição Federal. são quatro:  O Hino Nacional,  a Bandeira Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional, os quais são regulamentados pela Lei No.  5.700, de 1º de setembro de 1971.

Os Símbolos Nacionais nos identificam como Nação e como pessoas que vivem num mesmo território e fala uma mesma língua. Em cerimônias, eventos esportivos, documentos importantes e localidades oficiais, esses símbolos representam o Brasil – por isso, devem ser respeitados por todos os cidadãos.
A Bandeira do Brasil

1 - Bandeira Nacional – A atual bandeira do Brasil passou a vigorar a partir de 1889, com a proclamação da República, em 15 de Novembro daquele ano. Foi desenhada por Décio Vilares, projetada por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos. Na bandeira do Brasil estão as nossas cores: verde,  amarelo,  azul e branco​.

Esfera (bola)  azul  representa nosso céu estrelado, tendo ao centro uma faixa branca com a frase "Ordem e Progresso". São 27 estrelas representando os 26 estados e o Distrito Federal (Brasília - DF). O estado do Pará  está representado na única estrela acima da faixa branca. O losango amarelo ao centro representa o nosso ouro. O retângulo verde representa nossas matas.  No centro está a Constelação Cruzeiro do Sul, que tem a forma de uma cruz. 


2- Armas Nacionais ou Brasão NacionalO Brasão de Armas do  Brasil foi desenhado pelo engenheiro Artur Zauer, por encomenda do  primeiro Presidente do Brasil, o alagoano Manuel Deodoro da Fonseca, que proclamou a República em 15 de Novembro de 1889. 

O Brasão é um escudo circular azul-celeste,
apoiado sobre uma estrela  verde e amarela
de cinco pontas.  Ao redor do escudo, está uma coroa formada por  um ramo de café frutificado e outro de fumo florido sobre um resplendor de ouro. 

Numa faixa  azul celeste sobre a parte do punho de uma espada na vertical,  em riste,  a inscrição: "República Federativa do Brasil". Na outra faixa, abaixo,  a inscrição:  "15 de Novembro" , data da proclamação da República; do lado oposto,   "de 1889" (ano da referida proclamação).  

Cruzeiro do Sul, também chamado Crux, é uma constelação do hemisfério celestial sul, e está sobre a espada. Apesar de ser a menor de todas as Constelações, é uma das mais importantes, principalmente para os povos do Hemisfério Sul. Consiste numa das 88 constelações reconhecidas pela União Astronômica Internacional (UAI).

João de Faras, astrônomo da esquadra de Cabral, foi o primeiro a documentar a existência da constelação em forma de cruz, em 1500. Outra referência importante ao Cruzeiro do Sul foi a realizada por Florentino Corsali, em 1515, chamando-a de Cruz Maravilhosa. Entretanto, somente 1617, através de estudos realizados por Augustim Royer, foi estabelecido o nome de Cruzeiro do Sul.

Sua formação está presente na Bandeira do Brasil e do estado do Paraná. Dá  nome à  Ordem Militar mais importante do país, a uma cidade do estado do  Acre e  um time de futebol de Minas Gerais, o Cruzeiro.

O uso do brasão é obrigatório pelos  Três Poderes:  Executivo, Legislativo e Judiciário e pelas Forças Armadas.  Estão presentes em todos os prédios públicos do país: no Palácio da Presidência da República;  nos prédios dos Ministérios;  na Câmara dos Deputados, no Senado Federal;  no Supremo Tribunal Federal, nos Tribunais Superiores e nos Tribunais Federais de Recursos e em  todos os prédios oficiais dos  poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de todos os Estados e Municípios.        


 Selo Nacional  em preto e branco 
3- O Selo Nacional – O Selo Nacional do Brasil reproduz a esfera (bola) da Bandeira Nacional. Nele há um círculo com os dizeres: “República Federativa do Brasil”. No centro a inscrição Ordem e Progresso, além das estrelas. 

O Selo  é usado para autenticar os atos de governo e documentos oficiais, como  os diplomas e os certificados expedidos  por escolas  oficiais ou reconhecidas.


4- O Hino Nacional do Brasil exalta os principais fatos históricos que simbolizam as lutas e  a identidade do nosso povo, tornando-se porta-voz da Nação diante do mundo. 

A letra do Hino  Nacional foi composta por Osório Duque Estrada, e a melodia  (a música) por Francisco Manuel da Silva.  Seu  primeiro nome foi Marcha Triunfal, composto para ser executado por banda. 

O Hino Nacional é executado em solenidades oficiais do governo, eventos esportivos, culturais e  nas escolas, junto com o hasteamento da Bandeira Nacional.  É tocado também nas formaturas de estabelecimentos de ensino e durante o hasteamento da Bandeira Nacional.

Você Entende a Letra do Hino Nacional do Brasil?  

Por que o Brasil é “impávido colosso”?  

“Florão” é uma flor bem grande? 
 O que significam: 
 “Brado retumbante”, lábaro estrelado, 
fulguras, “garrida”“clava forte”?

A letra  é muito bonita, mas a maioria das pessoas não entende o sentido  de algumas palavras e frases do texto. Na  época em que foi escrito, era de costume inverterem-se as frases à moda latina.

O livro “Ouviram do Ipiranga”, de Marcelo Duarte, usa uma linguagem simples, acessível à compreensão de crianças e adultos, explorando o significado de cada palavra da letra,  bem como fatos históricos relacionados.   Para facilitar o trabalho de professores e estudantes, trazemos alguns trechos traduzidos por Duarte para uma linguagem  mais simples.   

Vamos compreender  e interpretar a letra do Hino Nacional Brasileiro 

Primeiro vamos estudar os dignificados das palavras mais difíceis. Elabore frases com cada uma delas. Consulte o dicionário para outras  desconhecidas.  

1. Ipiranga: nome do riacho que nasce junto ao atual Jardim Zoológico, na cidade de S. Paulo.  Nas margens do riacho do Ipiranga,  Dom Pedro  proclamou a Independência do Brasil, no Dia 7 de Setembro de 1822 (século XIX), tornando-se o Primeiro Imperador do Brasil .
2.Plácida: tranquila,  serena, calma;
3. Brado = grito;
4. Retumbante = Grito forte que se espalha com barulho, com eco; estrondoso, barulhento, em contraste com a placidez (calma) das margens do riacho. Brado retumbante = Grito forte que provoca eco.
Como ficaria o verso escrito de outra forma? 
As margens calmas do rio Ipiranga ouviram o grito estrondoso de um herói (Dom Pedro I), que representava todo o povo brasileiro. 
5. Fúlgido (adjetivo): brilhante, cintilante. Dos verbos fulgir e fulgurar = brilhar. 
Fulgurar = brilhar, resplandecer; fulgir.
Também pode significar distinguir-se ou sobressair-se.  fulgurante- Adjetivo = reluzente, brilhante.
Fulgurar - Reluzir, brilhar; despontar com importância. Fulguras = brilhas. 
6. Vívido: que tem vivacidade, intenso.
7.  Impávido: destemido, valente, corajoso. 8. Colossoobjeto de enormes dimensões.  Impávido colosso  = "Colosso" é o nome de uma estátua de enormes dimensões. Estar "impávido" é estar tranquilo, calmo.
9. Gentil: Generoso, acolhedor. A "mãe gentil" é a Pátria. Um país que ama e defende seus "filhos" (os brasileiros) como qualquer mãe. 10- Impávido - que não tem pavor, destemido.  
11. Ostentar: Mostrar com orgulho. 
Ostentas = revelas com brilho e glória. 
12Flâmula: bandeira.
13 .Lábaro: bandeira. . "Lábaro" era um antigo estandarte usado pelos  antigos romanos.
14Clava: arma primitiva de guerra, tacape. 
Clava forte - Clava é um grande porrete usado no combate corpo-a-corpo. No verso, significa mobilizar um exército, entrar em guerra.
15. Florão - "Florão" é um ornato em forma de flor usado nas abóbadas de construções grandiosas. O Brasil seria o ponto mais importante e vistoso da América; flor de ouro.
16.Penhor (sentido figurado): garantia, segurança de que haverá liberdade.
17. Formoso: bonito, lindo, belo.
18.Límpido: puro, claro, transparente; que não está poluído.
19.Cruzeiro: Constelação do Cruzeiro do Sul.
20. Resplandece: que brilha, ilumina.
21. Garrida: enfeitada com flores, florida.  Que chama a atenção pela beleza.
22. Mãe gentil - a  "mãe gentil" é a pátria. Um país que ama e defende seus "filhos" (os brasileiros) como qualquer mãe.

Veja versão explicada da letra, que adaptamos do site Aluno CEMP online Clique nas imagens para ampliar. 
1. Traduzindo:  As margens plácidas do  rio Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heroico.  Brado significa  grito. Retumbante = estrondoso, barulhento, para fazer um contraste com a placidez (calma) das margens do rio Ipiranga, que  nasce próximo  ao atual Jardim Zoológico de São Paulo, capital do estado.

Naquela época, era costume  inverter as frases à moda latina. Reescrevendo o verso, fica mais fácil entender:  as margens calmas do rio Ipiranga ouviram o grito estrondoso de um herói (Dom Pedro), que representava todo o povo brasileiro.

Dom Pedro voltava de Santos, no dia 7 de setembro de 1822 (século XIX), viajando ao longo do riacho (rio pequeno) do Ipiranga, quando decidiu declarar a Independência do Brasil, que a partir dali,  deixou de ser uma colônia de Portugal.
2. Gigante pela própria natureza / És belo, és forte impávido colosso / E o teu futuro espelha essa grandeza.

O Brasil é o quinto maior país do mundo, atrás da Rússia, Canadá, Estados Unidos e China. É um gigante com mais de 8.500.000 de Km2. Os poetas costumam se referir às coisas, como se elas fossem pessoas, como notamos nos versos da letra do nosso hino: “és belo, és forte…”. Impávido significa sem medo, corajoso. Colosso = muito grande.

Reescrevendo: Brasil, tu és belo, forte e, graças ao tamanho imenso que a natureza te deu, não tens medo de nada. A tua grandeza de hoje revelar-se-á no futuro.

3.  Deitado eternamente em berço esplêndido.  Ao som do mar e à luz do céu profundo. Fulguras, ó Brasil, florão da América,  Iluminado ao sol do Novo Mundo!

O autor da letra, Duque Estrada, refere-se à privilegiada localização geográfica do Brasil, com suas montanhas, florestas, matas, rios, e toda a imensa natureza de   uma nação que acabara de se tornar independente, um imenso país recém-nascido.

“Ao som do mar” =  temos um litoral extenso,  com belíssimas praias; “à luz do céu profundo” = ensolarado, típico dos trópicos. 

O “Sol do Novo Mundo” - coloca o Brasil mais uma vez como uma nação jovem e com belo futuro.  O Velho Mundo - no caso a Europa, conquistou e colonizou o Novo Mundo (a América).
Reescrevendo:  Brasil, tu possuis uma localização espetacular, com uma natureza rica, muito  mar, com belas praias e sol. Por isso, entre outras nações da América (Novo Mundo), tu te destacas como um florão (flor de ouro).
4. Mas se ergues da justiça a clava forte / Verás que o filho teu não foge à luta  / Nem teme quem te adora a própria morte. Clava =  um pedaço de pau pesado, mais grosso numa ponta que na outra, que era usado como arma.

No verso anterior, o poeta sonha com a paz no futuro. De repente, entretanto, este novo verso diz: mas se ergues (levantas) a clava forte da justiça, ou seja, se o país tiver de lutar contra a injustiça, verás que um brasileiro (filho teu) não foge à luta (enfrenta a guerra).

E quem te adora não teme nem a própria morte, quer dizer, os brasileiros adoram tanto o seu país que seriam capazes de sacrificar suas próprias vidas para defendê-lo.
Fonte das Imagens e adaptação do texto: Aluno CEMP online

Atividades 

         Independência ou Morte, Óleo sobre tela, do pintor 
            
paraibano  Pedro Américo, 1888.  Óleo sobre tela.
              
1- Cite os autores da melodia e da letra  do Hino Nacional Brasileiro;
2- Cite o verso  que vem depois do trecho “Fulguras, ó Brasil, florão da América”;

3- Qual foi o primeiro nome  dado ao Hino Nacional Brasileiro?

4- O hino sugere que o povo dá a vida pelo Brasil. Cite os versos que indicam essa afirmação. 
5- Escreva  os sinônimos do  seguinte glossário (vocabulário)  do Hino Nacional: 

a)  lábaro; b) flâmula; c)  clava;  
d) colosso;   e)  florão;  f) Ipiranga;  
g) Cruzeiro.      
6- O hino faz referências à História do Brasil. Cite:  a)  o fato histórico exaltado;     
b) o nome do herói ali referido; c)  a data  que aconteceu  o importante fato histórico.  
7- Por que a palavra  Cruzeiro está escrita no texto do nosso  hino com letra maiúscula?  8- Pesquise  o significado do substantivo coletivo - constelação.
9- Faça uma pesquisa sobre a Constelação Cruzeiro do Sul. 
10- Cite os quatro símbolos nacionais do Brasil e diga a função de cada um deles; 
11- Observe a imagem abaixo. Copie a letra do hino nacional  - a parte original e a parte explicada. 
Gabarito - Repostas
1-Francisco Manoel da Silva e Joaquim Osório Duque Estrada.
2- Iluminado ao sol do Novo Mundo; 
3- Marcha Triunfal.
4- Verás que um filho teu não foge à luta;  Nem teme, quem te adora, a própria morte.
6-  a) Independência do Brasil;  b) D. Pedro 1º; c) 7 de setembro de 1822 (século 19). 
7- Porque é o nome da Constelação que aparece no céu do Brasil (Cruzeiro do sul). 


Sites Consultados 
A Constelação Cruzeiro do sul
Plenarinho. Portal da Câmara dos Deputados

Todas as imagens são do Google